segunda-feira , dezembro 11 2017
Início / Notícias / Entrevista / Sandy: “Pensei em parar de cantar quando o Theo Nasceu”

Sandy: “Pensei em parar de cantar quando o Theo Nasceu”

Escolhida para a estrelar a mais recente capa da revista Quem Acontece, Sandy aproveitou a entrevista que deu à publicação para só reforçar o quanto está feliz, com o atual momento de sua vida, de uma maneira geral. Logo no começo de tal papo, aliás, a artista fez um tipo de balanço de sua carreira, até os dias de hoje, afirmando, entre outras coisas, que, ao contrário do que algumas pessoas podem imaginar, não se arrepende de nada do que fez.

“Comecei com sete anos. É muita coisa, né?! Eu não acredito ainda. Quando olho para trás, penso: ‘Meu Deus, quanta coisa eu fiz, como eu conseguia dar conta de tudo isso?’. Mas tenho tanto orgulho do meu passado, sou tão feliz por ter realizado tudo isso. Eu não faria nada diferente, eu não trocaria nada. Eu faria tudo de novo, se pudesse escolher. Isso é muito bom, dá uma tranquilidade muito grande chegar na maturidade, olhar pra trás e não ter do que se arrepender. E eu sou dessas que gosta de se arrepender do que fez”, declarou a cantora.

Também aproveitando a ocasião, ela falou um pouco sobre sua vida pessoal, chegando até a afirmar que pensou em parar de cantar, quando deu à luz seu filho, Theo, fruto do casamento com o também artista Lucas Lima.

“É sério mesmo, pensei em parar de cantar. Porque filho preenche a mulher que tem essa vontade de ser mãe, preenche de um jeito que toma conta, que parece que não vai faltar mais nada, se você só for mãe. Mas vai! E eu tomei uma decisão 100%  racional, quando voltei a trabalhar. Porque, no futuro, eu poderia me arrepender. Eu sabia que poderia perder espaço e, depois, não conseguiria retomar minha carreira. O mundo muda, a música muda, as pessoas mudam muito rápido. E se depois eu quiser voltar e não tiver mais espaço para mim? Então, eu voltei, em uma decisão racional e dolorida para caramba. Eu realmente não estava com vontade de trabalhar. Eu chorava ao sair de casa. Às vezes, ainda choro de tristeza de deixar o Theo. Mas mãe é assim. E, graças a Deus, tomei essa decisão. Porque foi quando pisei no palco que vi o buraquinho que estava lá dentro e não sabia que estava. Foi muito legal, fiquei muito emocionada de voltar a cantar. E minha profissão ganhou um novo sentido. Eu tinha alguém mais para quem fazer”, disse Sandy, que, aliás, também contou um pouco de como é a rotina com seu herdeiro.

Ainda durante o papo com a equipe da Quem, a cantora comentou sobre a relação que Theo já possui, com o universo da música.”Eu canto bastante, mas com ele canto mais músicas infantis. A gente não é muito de ficar tocando e cantando em casa. Mas, para ele, acabamos fazendo. O Lucas trabalha o dia inteiro em casa, no estúdio, então o Theo vai lá, visita o pai trabalhando, pega um tamborim e toca, pega o violão e começa a brincar. Ele vive música no nosso dia-a-dia. O Lucas tem o ouvido maravilhoso para música. Então, ele tira qualquer música no piano que o Theo quiser e eles cantam juntos, é uma delícia. O Theo é apaixonado por trilha sonora de desenho. Ele ouve as músicas e sabe em que momento do desenho está. A gente incorporou mais música no nosso dia-a-dia, por causa do Theo”, afirmou ela, que também disse não querer que o pequeno siga carreira no meio artístico.

“Eu realmente espero que não, não tão jovem assim. Quero muito que ele tenha a música como hobbie, sabe?! Mas eu não posso decidir nada pelo meu filho. Eu sei que vou incentivá-lo a ter a música como hobbie, porque é maravilhoso para o desenvolvimento. Mas espero que ele não seja artista, nem músico. Se ele quiser, é claro, vou apoiá-lo. Mas vou segurar ao máximo, para que ele não seja artista mirim, nem artista adolescente. Porque eu sei das dificuldades. Eu tive muita sorte, mas não é assim com todo mundo. É um mundo muito cruel e também frustrante. Tem muita gente que passa a vida inteira tentando e não consegue. Não consegue viver disso, não consegue espaço, não consegue se destacar. E a música é um pouquinho dependente do sucesso. Normalmente, o artista tem a aspiração de ir para televisão, divulgar seu trabalho, ter sua música tocando na rádio. E, se você não consegue isso, fica frustrado. E é a maioria que não consegue”, declarou Sandy.Ao contrário do que algumas pessoas podem vir a pensar, mesmo com o amor incondicional que sente por Theo, a artista não pensa em ter um segundo herdeiro.

“Não quero ter outro, engraçado, né?! Um pouco pela consciência social e ecológica. A gente sabe que não tem recurso para tanta gente, o mundo está superpovoado e o Lucas é muito firme com isso. É motivo único para ele não ter outro filho. E eu estou muito preenchida com o Theo e sou muito, muito, muito, responsável. Ainda não sei lidar muito bem com a culpa de deixá-lo para trabalhar, para me divertir sozinha, com amigos ou com meu marido. Então, se eu tiver outro filho, acho que pode ficar pesado para mim. Eu não quero passar por isso de novo, sabe?! E está ficando cada vez mais fácil. Ele está crescendo e está ficando mais fácil criá-lo, dá menos medo, porque já passamos a primeira infância. E ele ainda não cobra um irmãozinho”, disse ela, também aproveitando a entrevista para falar um pouco mais sobre seu casamento com um dos integrantes da Família Lima.

“Fizemos nove anos de casados. Estamos indo bem, graças a Deus. Somos muito racionais. Pensamos muito e conversamos muito. Sabemos que têm alguns momentos de desencontros do casal, mas que são fases. Temos que ter paciência para esperar passar. É bem o que fala a musica Me Espera. A gente a compôs pensando nisso. Falamos disso que a gente vive e que todos os casais vivem. Dessa dificuldade de passar por tantas fases, momentos em que um está atolado no trabalho, o outro está fazendo não sei o que, e você meio que se perde um pouco do marido. Mas é o que a música fala: ‘A gente tem que tentar se reconhecer’.

Olhar no olho e saber que ele ainda está ali e que ele vai voltar, assim que der. Vai voltar no sentido figurado, de estar mais presente, de ser mais atencioso, amoroso. E não perder o respeito, a cumplicidade, a amizade. A amizade é muito importante. Nós somos muito amigos. O Lucas é o meu melhor amigo e eu sou a melhor amiga dele. Se a gente não fosse casado, tenho certeza que seríamos amigos. É importante esperar os momentos. Quarentena não pode ter sexo? Tudo bem! Porque não é só isso que é importante no casamento. Filho está chorando a noite, estamos muito cansados, não está rolando? Ok! Daqui a pouco volta. E volta mesmo! É só a gente ter essa paciência, essa resiliência. E lembrar como éramos quando namorados”, afirmou Sandy, visivelmente realizada e satisfeita, também quando se trata do âmbito pessoal.

Sobre Equipe V&E

Veja Também

Rio de Janeiro e São Paulo: SOLD OUT (Ingressos Esgotados)

Na reta final da turnê “Meu Canto”, Sandy publicou hoje (07/11) em sua página oficial …